• Sete Negócios

// Artistas e produtores culturais de Sete Lagoas vão se reunir com novo secretário de Cultura, Educ

Não se pode negar que a arte e a cultura são a identidade de um povo. Ela influencia diretamente no desenvolvimento social e econômico. Sem cultura, o mercado enfraquece, a violência aumenta e as pessoas perdem a autoconfiança. Com a notícia da unificação das secretarias municipais de Cultura, Educação e Esportes em Sete Lagoas, artistas locais e membros dos conselhos de Cultura e Igualdade Racial se reuniram no último dia 23 para discutir o futuro do setor na cidade. O maior receio da classe é que, com a união das pastas, a cultura da cidade perca a garantia de aplicação do Plano Municipal de Cultura, que já consta na Lei Orçamentária Anual aprovada pela Câmara e sancionada pelo ex-prefeito. O recente enquadramento do município ao Sistema Nacional de Cultura (SNC), que exige uma pasta autônoma, facilita a aplicação direta de recursos da União para o setor.


Imagem da última reunião realizada pelos artistas e produtores culturais de Sete Lagoas.



A nomeação do novo secretário, Gutembergue Ferreira da Silva, que é servidor de carreira e já foi secretário de Educação na primeira gestão de Leone Maciel, em 2006, foi vista com bons olhos pela classe. "Prefiro acreditar que será um secretário gerindo três pastas e não três secretarias em uma, pois os orçamentos são distintos e a unificação das secretarias seria um desastre. Ele tem simpatia pela cultura e não muito raro sempre o encontro em nossa plateia do teatro com a família. Espero que nas pastas que assumiu tenha a mesma postura. Acho legal a valorização do funcionário de carreira. Penso que eles conhecem bem os processos e isso pode ser um facilitador", comenta o produtor cultural Paulinho do Boi, do projeto Quintal de Histórias e fundador do bloco Boi da Manta.



// Carnaval 2017


Enquanto em anos anteriores as articulações para o pré-carnaval e carnaval da cidade começavam pelo menos seis meses antes, ainda não há nada definido para o evento deste ano, nem mesmo o incentivo municipal dado aos tradicionais blocos caricatos. As negociações com os blocos até começaram, e há dotação orçamentária na Lei Orçamentária Anual - LOA (ainda não aprovada pela Câmara) para o carnaval, segundo a presidente do Conselho Municipal de Cultura, Celênia Tavares. No entanto, a nova administração ainda não se manifestou em relação ao carnaval e só o fato de fazer a unificação da pasta pode significar um recuo nos investimentos. "Não estou otimista em relação ao carnaval. O investimento nos grupos era parte de um plano de médio a longo prazo, para fortalecer o carnaval enquanto festa popular na cidade. A maior parte dos componentes dos blocos são pessoas da periferia, que trabalham duro o ano inteiro em função desse evento. É realmente motivo de preocupação", lamenta.



// Ecossistema Cultural


De acordo com o ex-secretário adjunto de Cultura, Alan Keller, o município conta hoje com 42 grupos folclóricos, 39 grupos musicais, três associações de artesanato , dois pontos de cultura, oito entidades e associações culturais, 12 grupos de teatro, sete escolas de dança, duas galerias de artes, 28 escritores e poetas, 35 artistas plásticos e 12 produtores culturais, além de um aparelho cultural que contempla o CEUS das Artes (Jardim dos Pequis), Casarão, Museu Histórico, Museu dos Ferroviários, Casa da Cultura e Galeria Myralda. No caso do Casarão, as obras de restauração ainda inviabilizam a utilização do espaço. "Estamos falando de uma cidade que em 2006 foi apresentada pela revista Veja como um 'deserto cultural' e que, de repente, tem teatro o ano inteiro. Nossa música sempre foi forte. A dança também vem crescendo. Eventos como a Virada Cultural e o Inverno Cultural também mobilizam um grande contingente. Esses são exemplos de que a cidade cresceu culturalmente e precisa dar continuidade ao trabalho realizado. O Palácio da Cultura é uma urgência há pelo menos 30 anos", reforça o produtor cultural João Valadares, responsável pela Temporada de Teatro de Sete Lagoas e pela Preqaria Cia de Teatro.



// Conselhos


Por serem formados tanto por representantes do Poder Executivo Municipal quanto da sociedade civil, os conselhos municipais de Cultura e Igualdade Racial deverão sofrer mudanças com a troca de alguns membros. Por esse motivo, segundo Celênia Tavares, é fundamental a atuação das cadeiras da sociedade civil nesse momento. "Teremos força para cobrar, dialogar e ajudar os dirigentes da pasta a dar continuidade ao projeto exitoso que tem sido implementado na cidade", reforça a presidente do Conselho de Cultura, lembrando que o prefeito Leone Maciel se comprometeu a apoiar o setor. "Quando o Conselho se reuniu com o então candidato Leone Maciel, ele prometeu dar continuidade ao Plano Municipal de Cultura. Porém, sua primeira ação foi fundir a secretaria, o que inviabiliza o Plano. Esperamos o diálogo, pelo menos", completa.


Na última quarta-feira, 4, os conselhos divulgaram uma carta aberta à população em que pedem por uma Secretaria Municipal de Cultura independente de outras pastas. "Entendemos que a cultura da nossa cidade necessita de respaldo institucional. Para isso, este coletivo de artistas e produtores entende a extrema importância da manutenção de uma secretaria de cultura independente de outras pastas, para garantir a aplicação do Plano Municipal de Cultura, que já consta na LOA, além de garantir a manutenção e ampliação dos avanços já alcançados no setor", pede a carta.



// Prefeito


O prefeito Leone Maciel (PMDB) revelou ter recebido com naturalidade a manifestação. "É uma reivindicação legítima", comentou. Porém, ele defende a unificação de secretarias neste primeiro momento do governo alegando a contenção de gastos. "A Secretaria de Cultura não foi extinta. Apenas designei o servidor de carreira, de extrema competência, para acumular algumas pastas. Brevemente poderemos rever esta questão", completou. Uma reunião foi marcada entre a classe e o novo secretário Gutembergue Silva para o próximo dia 12, às 19h, na Casa da Cultura.




Fonte: Reprodução do Jornal Sete Dias, por Marcelo Sander.



#evento #reunião #cultura

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

DESTAQUES

//PausaCultural

Espaço totalmente direcionado para a troca de ideias, conteúdos e informações relacionadas a integração cultural, valorizando sempre a troca de experiências e a liberdade criatividade.

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

ARQUIVO

INSCREVA-SE

 Deixe o seu Email abaixo para ser avisado sobre as novidades do //PausaCultural. 

© 2016: Todos  os direitos reservados para //PausaCultural.                   

Desenvolvimento e Criação: Sete Comunicação e Negócios.