• Da Redação.

// Cartografias Sonoras

A mostra coletiva “Cartografias Sonoras”, que abre neste sábado (19), às 10 horas, no Espaço do Conhecimento UFMG em Belo Horizonte, brinca com os sons em objetos inusitados e ruídos urbanos nas mais diversas formas. A experiência é uma proposta dos artistas Frederico Pessoa, Henrique Iwao, Marco Scarassatti, Pedro Aspahan e Pedro Durães, que criaram obras voltadas para a audição, passando pela música, performance, cinema e artes visuais. A entrada é gratuita.



Imagem de Divulgação.



“Os sons estão por toda a parte”, explica Frederico Pessoa, curador da exposição e autor da obra “Em família”. “A ideia é trabalhar com a sensibilização, escutar os sons da cidade, das mídias e propor uma interação e uma percepção diferenciada com o seu entorno”, diz ele.


“Em Família”, por exemplo, solicita ao espectador e ouvinte refazer o reconhecimento e julgamento de utensílios domésticos. O artista selecionou o material a partir de sua forma, matéria, textura, cor, timbre e uso. Assim, os objetos criam grupos sonoro-visuais particulares e provocam uma experiência de escuta singular. “O nome da obra veio do aspecto familiar dos objetos. Eles se unem pelo material ou forma, além de serem objetos presentes no nosso cotidiano”, explica Frederico.


Marco Scarassatti, autor de “Derivas Sonoras”, propõe aos visitantes escutar as paisagens sonoras das ruas de Belo Horizonte e experimentar novos modos de estar, sentir e compartilhar os espaços da cidade, utilizando, nas caminhadas coletivas pela cidade, capacetes criados pelo artista, que filtram e modificam os sons do ambiente, colocando a escuta no centro da experiência do caminhar.


Serão seis intervenções em locais diferentes de Belo Horizonte: Praça da Liberdade (29 de novembro); Praça da Estação e baixo centro (02 de dezembro); Lagoa da Pampulha (13 de dezembro); os bairros Santa Tereza (16 de dezembro), Gameleira (10 de janeiro) e Aglomerado da Serra (13 de janeiro). São oferecidas 10 vagas para cada dia. A inscrição é gratuita e deve ser feita pelo e-mail cartografiassonorasbh@gmail – no campo “Assunto”.


“Cartografias Sonoras não deixa de dialogar com o visual. Há elementos muito plásticos e visualmente interessantes”, afirma o curador. “A minha trajetória e a dos outros artistas sempre esteve ligada com a musicalidade, veio disso essa interação com a música nas obras”, conclui.



// Serviço


“Cartografias Sonoras” - Espaço do Conhecimento UFMG. Em cartaz até o dia 17 de fevereiro de 2017. Pode ser visitada de terça a sexta-feira e aos domingos, das 10h às 17h, e aos sábados, das 10h às 21h. Entrada gratuita.




Texto: Circuito Liberdade (adaptado).



#evento #exposição #entretenimento #minas #outrascidades

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

DESTAQUES

//PausaCultural

Espaço totalmente direcionado para a troca de ideias, conteúdos e informações relacionadas a integração cultural, valorizando sempre a troca de experiências e a liberdade criatividade.

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

ARQUIVO

INSCREVA-SE

 Deixe o seu Email abaixo para ser avisado sobre as novidades do //PausaCultural. 

© 2016: Todos  os direitos reservados para //PausaCultural.                   

Desenvolvimento e Criação: Sete Comunicação e Negócios.