• Da Redação

Mostra de Cinema dos Quilombos



Está acontecendo até 24 de julho a segunda Mostra de Cinema dos Quilombos, projeto idealizado pelo cineasta mineiro Cardes Monção Amâncio, coordenador do Cinecipó. A ideia surgiu durante a realização do documentário "Rota do Sal Kalunga", filme que fala sobre o quilombo dos Kalungas.

Na ocasião o diretor percebeu o quanto seria importante um espaço que ampliasse a visibilidade de filmes produzidos nos quilombos, realizados por quilombolas ou em parceria com pessoas de fora das comunidades. Nasceu dessa premissa o projeto Cinema dos Quilombos, cujas mostras são resultado de um levantamento realizado através do site www.cinemadosquilombos.com.br e que traz um panorama amplo da produção audiovisual dos quilombos, contando com curtas, documentários, séries e obras ficcionais.


Mais do que organizar uma mostra, o projeto realiza oficinas audiovisuais em comunidades quilombolas, além de manter aberto um chamamento para filmes produzidos por quilombolas e cineastas cujos trabalhos dialoguem com o tema.

A primeira mostra foi em agosto de 2020, já em caráter online, devido à pandemia, e apresentou uma programação com 7 curtas, incluindo um filme dirigido por Danilo Candombe, um dos primeiros quilombolas a dirigir uma ficção, além de filmes resultantes de oficinas.

A Segunda edição segue o mesmo formato, com uma programação mais robusta que contará com 13 curtas. A curadoria é assinada pelas pesquisadoras Alessandra Brito e Maya Quilolo, que também atuaram na primeira edição da mostra. O processo curatorial foi compartilhado com os moradores do Quilombo dos Marques: Edson Quilombola, Rosinere Souza, Claudiene Souza, Maria Eunice, Wiliam Souza Franco e Dione Marques.

Os filmes estarão disponíveis online até a meia-noite do dia 24 de julho nos sites www.todesplay.com e www.cinemadosquilombos.com.br.

A mostra é viabilizada pela Lei Aldir Blanc, através da Secult-MG e do Gov. Federal.



Fonte: Sou BH

Imagem: Reprodução.